abril 14, 2016

Mídia social e você

Você está bem? O que houve? Te falaram algo ruim? Cadê você no snap?

Acordei, demorei mas acordei…

Irritada, com a mente agitada, sono prejudicado, falta de concentração, angustiada, com ansiedade, dores nos ombros, braços, nuca e cabeça. Fala agitada, olhar vago, necessidade de estar com o celular grudado em minha mãos 24 horas por dia… Eu não sou reality show, nunca fui e não pretendo ser.

Comecei a usar o snapchat em março do ano passado e o excesso me levou a sabedoria, não é a primeira vez para mim, outros excessos me fizeram crescer.

Estou há mais de uma semana sem “compartilhar” minha vida, meus passos, cada atitude tomada, minha casa, minha cozinha, minha rotina… Nesse tempo eu pude perceber que tem uma nação vivendo a vida das personalidades virtuais, deixando de viver as suas próprias vidas e isso não é só no snapchat, isso é em mídias sociais em geral.

Não estou aqui para te dizer o que fazer, muito menos para fazer campanha contra isso ou aquilo, estou aqui para alertar você sobre não viver ou sobre deixar de curtir (no sentido real da palavra, não com um toque na tela) cada momento do seu dia.

Não estava fazendo sentido para mim sair da prática da Yoga e não ter a quietude mental praticada por mais tempo simplesmente pelo fato que “ eu precisava falar com meu celular” agitação desnecessária e vazia, vamos assumir? Ego!

Você abre seus aplicativos preferidos: Facebook, instagram, snapchat, passa minutos e horas assistindo  e lendo suas musas acordarem cedo, correrem na praia, se exercitarem. Observam cada detalhe, o que elas vestem, o que elas comem, o que consomem, como o fazem.

Querem saber mais e mais de suas vidas pessoais, de suas músicas, de seus relacionamentos mas estão esquecendo um detalhe que pode parecer pequeno mas é demasiado importante… Elas estão lindas, magras, ricas, felizes por que estão colocando em prática aquilo que você deveria fazer, mas não o faz por que está “assistindo” a vida alheia enquanto a sua passa, cada minuto, cada hora, cada dia e cada semana dentro de um celular, bem em frente aos seus olhos…

Seus filhos estão pedindo seu tempo, seu companheiro talvez esteja aberto para uma conversa, aquele livro que você comprou (indicado por sua musa) ainda não foi lido, você não viu aquele filme ainda, nem se deixou ser levada por aquela música deliciosa, você não fica a sós com você mesma há muito tempo… Está presa a vidas que se quer conhece, está vivendo a vida de outras tantas mulheres que desejaria ser, esquecendo de ser você!

Precisa ter certa coragem para assumir isso, precisa ter humidade para reconhecer erros e tomar atitudes necessárias para as pequenas mudanças, que no futuro somam  positivamente para a criação de um ser humano melhor.

Você!

Os primeiros dias será estranho, você se sentirá meio “ridícula” sem o celular o tempo todo nas mãos, seu cérebro irá pedir e pedir por aquilo por que você o condicionou a isso, você irá achar que não tem o que fazer, que está sozinha e que não irá conseguir.

Experimente deixar passar o tempo, se ocupe com coisas simples que exigem sua concentração exclusiva. Cozinhe algo que você aprendeu recentemente, abra a página do livro e absorva de verdade as palavras, levante e caminhe em silêncio um pouco, ouça seus passos, sinta sua respiração, observe as pessoas.

Dê uma volta de bicicleta, ouça aquela música bem alto, cante, aprenda uma nova língua, acorde mais cedo, medite.

Experimente uma nova atividade, se conheça!

Do que você gosta? Qual sua cor preferida? Qual seu esporte preferido, o que te faz feliz?

Se você respondeu “não sei” a duas dessas questões sugiro que se desligue um pouco e se olhe no espelho, sugiro que se desconecte do mundo virtual para viver de fato no mundo real, um mundo que você pode fazer, você determina o que é bom e abstrai o que não é, você cria!

não é preciso deletar, basta selecionar, usar seu tempo com sabedoria, praticar mais e assistir menos.

Quanto a mim, vou continuar vivendo dias fantásticos, aproveitando cada detalhe da vida da Nina, saboreando cada alimento em reuniões fantásticas na mesa da minha casa, vou fazer mais amor no meio da tarde e ler mais livros! Vou finalizar dois livros que serão meu legado e contribuição para esse mundo, vou viver mais e compartilhar menos, ainda estarei aqui, mas com muito mais qualidade!

Pensem nisso para suas vidas!

Detalhe: Eu nem citei o sono… Momento de descanso físico e espiritual, momento em que nossos corpos energéticos se refazem e que nos deixam preparados para a nova jornada do dia seguinte. Você está jogando fora seu tempo de descanso e transformando a paz em guerra dentro de você!

Paula Miranda


17 Comentários
Postado por Paula Miranda
  • Giseli Cardoso disse:

    ahhh que Perfeito … por essas e outras eu tbm já não estou tão ligada mais à redes sociais!!! Gosto e muito … porém é como vc disse, vamos só dar uma olhadinha e quando vc se dá conta, se passaram 1 hora, 2 horas ou até mais horas olhando a vida alheia … e a minha??? o Almoço do filho que vai chegar da escola varado de fome… coitado o meu filho comeu muito miojo até eu cair na real… Facebook ja não entro a tempos, na verdade vou cancelar a minha conta, comecei a pensar que quem gosta e sente minha falta de verdade sabe onde moro e tem meu telefone… se sentir falta saberá onde me encontrar. Tudo que é demais faz mal, e redes sociais está afastando pessoas, famílias inteiras, esposo e esposa, pais e filhos netos e avós todos querem de alguma forma aparecer pro mundo e esquecem do básico e essencial que é a família … todos estão focado no seu próprio mundo e interesses .. triste isso, mas é a a nossa realidade moderna … olhando hoje não consigo ver melhora, só piorar dia a dia mais e mais… conheço pessoas que já foi indicada tratamento psiquiátrico para desapegar do celular… já pensou? Absurdo, perder controle da sua própria vida … bom que Deus nos ajude e nos guarde .. amém!
    Eu percebi que tenho que ser importante para meu esposo e filho … me dedicar a minha família! Eu hoje vim no seu blog procurar uma receita especial para fazer para nós e me deparei com o seu post…
    Vc mais uma vez demostra ser uma pessoa iluminada e guiada por Deus, tens sabedoria dos céus ao dizer essas suas palavras .. valeu a visita no seu blog! Deus abençoe – beijos na família

  • Marcelle disse:

    Você realmente é a Mulher Maravilha nas palavras. Sou muitooooo sua fã!! E que venham as palestras, os livros e tudo mais!! Obrigada por cada ensinamento, Paula!!

  • Cristiane disse:

    Nossa esse post foi simplesmente perfeito..

  • Janaina disse:

    Muito legal esse post! Na verdade era o que todas nós queríamos ouvir!!

  • Juciany disse:

    Que maravilha ler esse seu post… vinha pensando sobre isso e até havia conversado com o meu marido sobre isso. Chegamos a conclusão que conversávamos bem mais quando tínhamos celulares bem baratinhos, que apenas faziam ligaçoes e recebiam mensagem…
    Agora é uma enxurrada de aplicativos, mensagens e fotos que mal temos tempo pra nossa vida real.
    Adorei o seu texto, espero ansiosa pelos seus livros! Vai ser sucesso!
    BJus

  • Joana disse:

    Perfeito! Adotei a mesma postura há 3 dias. Deixo o celular longe, não entro tantas vezes nas redes sociais (uma ou duas vezes por dia) e estou me sentindo muito bem. É difícil, mas possível. Precisava fazer cortes na minha vida (de pessoas e de redes sociais) e estou gostando da sensação de distanciamento, de não contaminação, de ser eu mesma em tudo: horários, forma de se vestir, alimentação, exercícios etc. Obrigada, Paula, por ter me ajudado a acordar. A frase que mais me tocou foi: você está vivendo a vida dessas pessoas todas, e a sua vida? Eu não estava vivendo.. Presa a uma relação sem futuro (a qual eu já estava com vontade de cortar) e presa às redes sociais. A sensação de libertação é maravilhosa, espero que continue assim. Beijos

  • Rafaella disse:

    Fantástico Paula!! Você abençoou muito minha vida com estas palavras! Estava precisando desta pausa e reflexão!!! Deus abençoe vocês, obrigada por sempre nos ensinar!! ❤️❤️❤️

  • Querli Tolfo disse:

    Namastê, Paula, Namastê.
    Há pouco te conheço e cresce diariamente minha admiração por você.

  • Idelzuite disse:

    Passei a quaresma sem REDE SOCIAL… e foi muito bom. Antes fica louca qdo não conseguia acompanhar… ficava perdida. Hoje mal lembro de olhar, estou aproveitando mais meu marido, minha casa….Parabéns por sua iniciativa e por compartilhar… Fique Bem….

  • Lu disse:

    Você está certíssima e tenho plena certeza que Deus se alegrou com esse alerta!
    Pois a Vida é pra ser Vivida mas BEM Vivida!
    Um beijo Querida!

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© Copyright 2014 planetapaula.com.br - Todos os direitos reservados.