setembro 22, 2014

Latisse + Bio Oil = rotina que dá certo!

Ganhei um frasco de Bio Oil de uma amiga e resolvi dar uma chance ao colega, já que se fala muito nos resultados positivos dele!

As promessas:

Melhorar cicatrizes e estrias, uniformizar o tons desiguais da pele do rosto, prevenir o aparecimento de rugas e hidratar a pele. Ou seja, faz praticamente tudo que a gente espera de um dermocosmético!

A fórmula do Bio‑Oil combina de extratos de calêndula, lavanda, alecrim e camomila e vitaminas A e E, numa base de óleo. No entanto, possui um ingrediente chamado PurCellin Oil™ , que muda a consistência geral da fórmula, tornando-a leve, não gordurosa e facilitando a absorção pela pele.

Minha pele é mista e pasmem… Fica perfeita após a aplicação!

Para obter um resultado satisfatório, a recomendação é que o Bio Oil seja aplicado duas vezes por dia, por um período mínimo de 3 meses no caso de cicatrizes e estrias e para o rosto adotei para vida!

Bio Oil é feito na África do Sul, pela Union Swiss. Está fácil de encontrá-lo no Brasil, já em vi várias drogarias e perfumarias (físicas e virtuais), custando entre R$ 20,00 e R$ 30,00, o vidrinho com 60ml. Vale a pena dar uma chance, pois o preço é bem em conta. E, no final, pode acabar fazendo toda a diferença!

 

Latisse:

Para quem não conhece o Latisse vale uma pequena introdução:

Esse produto foi criado a partir de um colírio para glaucoma que tinha como efeito colateral o crescimento dos cílios. Os médios e cientistas exploraram esse “efeito” e desenvolveram o Latisse, que não deve ser usado como colírio e tem suas dosagens muito exatas para fazer com que os pêlos ciliares cresçam, ganhem volume e espessura sem riscos como alterar a pressão do olho ou a pigmentação da íris.

Os cuidados necessários:

Na grande maioria dos casos o produto não tem nenhum efeito colateral. O importante é cuidar de fazer todos os passos da aplicação conforme a bula. Cada aplicação demanda um pincel diferente para cada olho. Não vale economizar pois um pincel mais umedecido pode deixar vestígios do produto cair nos olhos e isso deve ser evitado, para garantir que não haja nenhum efeito colateral. Cada gotinha precisa de um pincel.

O pincel deve ser usado para passar o produto como se ele fosse um delineador. Ou seja, na pele rente aos cílios. Por isso os efeitos colaterais não são os mesmos das dosagens do colírio do glaucoma, que é pingado diretamente no globo ocular.

Já ouvi dizer que ele mancha os olhos, não aconteceu comigo, mas aí vai uma dica: aplique uma leve camada de Bepantol para proteger a pálpebra e a região abaixo dos olhos.

Fiz vídeo para vocês de como uso o Bio Oil e meu Latisse, que mudou a história dos meus cílios e da minha pele!

Assistam e curtam!

Paula Miranda

33 Comentários
Postado por Paula Miranda

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© Copyright 2014 planetapaula.com.br - Todos os direitos reservados.