janeiro 30, 2012

FUGINDO AS REGRAS!

Olá queridas!

Esse post é para falar sobre um assunto que eu sei que atormenta muitos casais que estão em sua adorável primeira viagem alucinante sobre ser pai e mãe! Digo isso por que passei por essa experiência e também tive essa dúvida, que foi totalmente esclarecida no momento em que meu filho fez sua viagem de regresso…

Deixar ou não seu filho (a) dormir na cama com vocês ?

Quero deixar muito claro que essa é minha opinião, baseada em minha experiência e que apenas vou dividi-la com minhas leitoras amadas.

Resposta: SIM!!!

Na primeira semana depois da passagem do Igor, um detalhe me atormentou por muitos dias…

Quando estávamos nos EUA, na casa dos amigos que nos hospedaram, dormíamos em um quarto sem cama, usávamos um colchão de casal no chão, para eu, meu marido e o Igor. O fato de ele ter ido embora sem ter tido seu próprio quarto me machucava intensamente… Um dia, ao acordar entre as lágrimas, meu adorável marido me perguntou qual era o motivo das lágrimas naquele dia, ao que eu respondi com o olhar distante: “- Ele se foi e não fizemos o quarto dele, com o baú de brinquedos que ele tanto queria…”

Ele pensou, respirou, me olhou no fundo dos olhos e disse: “- Ainda bem, pois assim tivemos a oportunidade de dormir com ele todas noites…”

Sim, ele dormia em nosso meio, de mãos dadas comigo, agarradinho…

Inúmeras vezes eu tentei fazer o que a literatura especializada indica e coloquei Igor em sua cama, mas no meio da noite ele aparecia em nossa cama com um olhar de assustado e assim que se aconchegava em nosso meio podia sentir a segurança que ele encontrava…

Após alguns meses lendo muito sobre tudo, achei um artigo sobre um livro de um psicólogo americano que afirma que as crianças que dormem com seus pais até se sentirem seguras para dormirem sozinhas em seus quartos, se tornam adultos seguros, amorosos, gentis e inteligentes, pois desenvolvem tudo isso durante o período da primeira infância (1 ao 7 anos) e levam essa bagagem para toda a vida!

Depois disso, em uma conversa com papai Vitor, decidimos que iríamos manter a mesma criação de amor para os próximos filhos e dormir no meio será essencial!

Então, se você está passando por essa situação, relaxe e compre uma cama maior, sinta o calor do corpo de seu filho, abrace, cheire, olhe enquanto ele dorme, agradeça… Viva o momento único, tenha histórias engraçadas para contar sobre isso um dia, desfrute do maior amor que existe…

Eu posso te garantir, vai passar muito rápido e você vai ter saudades disso um dia…

Não se culpe por isso, nem queira que sua criação seja padrão, o amor não define um padrão, ele apenas ama…

Igor, obrigada por dormir em nosso meio, por fugir de sua cama todas as noites, por me dizer bem baixinho antes de dormir: “- te amo mãe, você é tudo pá mim”

Eu também te amo filho e você também é tudo para mim…

Boa semana a todos!

Um abraço bem forte que tira a dor.

Paula Miranda

@Hypnosemakes

P.S: Amanhã tem vídeo novo!!!


26 Comentários
Postado por Paula Miranda
  • Pamela disse:

    Oi Paula! Como vai?!
    Me emocionei muito ao ler sobre seu filho Igor, não sabia que vc já passou pela pior situação da terra, me preocupo muito com minha mocinha de dois anos e meio, e muitas vezes saltam pensamentos em minha cabeça q me sufocam e são quase impossíveis controlar, pensamentos trágicos. Vc é uma guerreira maravilhosa! Estou adorando “te conhecer” rs.. Beijos!

  • Planeta Paula disse:

    […] Muita gente me pergunta como fiz para Nina dormir no quarto dela sozinha e sem choradeira, primeiro quero deixar muito claro que, eu não tinha essa intenção hahahaha! Juro! E por que? Porque Igor nunca dormiu no quarto dele mesmo depois de inúmeras tentativas com o método correto… LEIA AQUI […]

  • viviane disse:

    Oi Paula , me identifiquei muito com seu post, eu também perdi meu filho aqui no usa e também afogado , e uma coisa que me da um aconchego e saber que de uns 6 meses pra k ele acordava todas as noites e me chamava querendo ir pra nossa cama, no inicio eu relutei muito porque ele já dormia no quartinho dele desde os 3 meses, hoje eu penso que fazer o filho dormir no quartinho dele não tem importância nenhuma, hoje se Deus me desse outro filho eu iria dormir agarradinha com ele todos os dias, porque não sabemos o que nos espera o amanha,e o que fica são as lembranças , e uma delas e o cheirinho do hálito dele de manha, dos chutes …

  • Silma Matos disse:

    Nossa que relato mais emocionante,a minha filha dorme com a gente desde que nasceu,ela t´m o quartinho,tém um báu de brinquedos,adora mostra o “quato”p/ quem vem aqui,mas na hora de dormir e com a gente,nunca grilei com isso,já li texto desse psicólogo,cada segue o que quer,a minha filha gosta de segurar a minha mão na hora de dormir,isso me encanta…bjs e muita força.

  • vovo mirian disse:

    e filha vc tem rasao quando vcs eram pequenos seu pai viajava muito e vcs trez brigavam p dormir comigo eu deixava, vcs sao os amores da minha vida…. sim os filhos precisam sentir esse amor….e essa seguranca nao deixem seus bebes sosinhos.

    .

  • elisangela disse:

    amei passamos poriso e eu queria muito que ele dormice com seu irmão no quarto dele mais hj entendo porque eu não consigo ficar longe do meu bb o meu 1 filho dormiu comigo ate 8 anos agora o 2 filho 3 anos e vamos ficar juntinhos ate ele se sentir seguro pra dormir sozinho.

  • Adorei!!! Meu filho Matheus de 3 anos tem o quartinho dele todo montado com bauzinho e tudo mais. Mas desde os 3 meses dorme conosco. Todo mundo me enche o saco por isso, mas eu amooooooooooooooooooo dormir agarrada com ele, o quentinho dele… o cheirinho. Um dia fizemos um teste e colocamos ele pra dormir sozinho na cama dele. No dia seguinte eu e meu marido quase morremos de remorso de ficar longe dele… Huhaushuasha Nunca mais … agora dormimos os 3 bem grudados.

  • Viviane disse:

    Concordo com vc Paula! Meu filho sempre dormiu comigo e com o pai e confesso que se precisar tirar ele da cama eu é que não durmo. Adoro sentir aquele cheirinho do meu lado.

  • Michelle Matta disse:

    Tenho dois meninos um de 11 e outro de 7 anos,sempre dormiram no quartinho deles,mas de uns 6 meses pra meu filho de 7 anos não quer dormir mais no seu quarto e todos os dias vai para minha cama,no inicio relutei muito pois queria ele na caminha dele,mas ele me venceu pelo cansaço e agora lendo o que vc escreveu aqui,irei deixa-lo até quando ele quiser!!! bjks

  • Fernanda Franco disse:

    Amilgaaaaaa queridaaaaa…. Estamos aqui, eu e o Marlus muito emocionados com seu texto. Incrível! Vc toca no fundo do coração da gente… E CONCORDAMOS TOTALMENTE COM VC! A Marina já tem 7 anos, mas não dorme a noite toda no quarto dela. Na verdade, acredito que o fato de dormirmos os três juntos cria um vínculo enorme! É como se nós três fossemos um… Simplesmente maravilhoso senti-la se aconchegando, buscando segurança em nós. As pessoas criam muitas regras e se esquecem que passa rápido demais! Ainda ontem ela era bebê e enquanto todos diziam para não pegar toda hora no colo porque “viciava”, eu pegava SIM. Dei muito colo prá ela. E foi o melhor q eu fiz, pois hj não consigo pega-la, está grande! Daqui algum tempo ela vai querer ficar em seu quarto e fazer dele o “seu mundo” como qualquer adolescente faz. E nessa hora, não vai adiantar tentar se aproximar e criar vínculo. Por isso, devemos viver no presente! O passado não volta e o futuro pode não existir… Admiro muito sua força e do Vitor para suportar esta dor imensa que vcs devem sentir. Mas tenho certeza q Deus irá transformar toda a lágrima e dor em riso! Vcs vão superar isso tudo e serão muito felizes. Super beijo

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© Copyright 2014 planetapaula.com.br - Todos os direitos reservados.